Sara Bentes nasceu em Volta Redonda, RJ, e demonstrou desde muito cedo seus talentos artísticos, in...
________________________________________
Com 16 anos dedicados a música, DM tem formação acadêmica e uma vasta experiência no meio music...
________________________________________
Cantora, compositora e também educadora. Canta desde 1981, respeitando alguns intervalos que a terc...
________________________________________
...
________________________________________
Conhecidos como a dupla nº1 da Região Sul Fluminense, Julinho Marassi e Gutemberg trazem na bagage...
________________________________________
 
 
 
 
 

Os estilos são os mais variados, mas o desafio de criar um jingle para o Volta Cultural foi encarado por amigos artistas que emprestaram sua voz e criatividade para anunciar a nossa história de forma descontraída e alegre. Com vocês, nossas estrelas!

Ultimo Jingle cadastrado.
 
sd

Sara Bentes
Sara Bentes nasceu em Volta Redonda, RJ, e demonstrou desde muito cedo seus talentos artísticos, interessando-se pelo desenho, literatura, teatro, mas sua tendência mais forte foi sem dúvida a música. Filha de músico e escritor, teve desde criança um ambiente bastante propício para desenvolver uma percepção musical muito aguçada, além de ter freqüentado alguns cursos de teoria e instrumento musical para crianças. aos 13 anos de idade iniciou seu contato com o palco e com técnicas de canto no coro do colégio onde estudava e em seguida nos principais coros de sua cidade. Dali começou uma intensa participação em dezenas de festivais de música, ao lado do pai e da irmã, por vários estados brasileiros. Ao longo de sua adolescência, a cantora e compositora estudou piano erudito e popular, teoria musical, harmonia funcional, oboé, Técnicas de Canto na mpb, Conjunto Vocal, Improvisação e teatro musical

Dentre os diversos prêmios de Melhor Intérprete e Melhor Música que a cantora e compositora coleciona, está o prêmio do concurso internacional para jovens solistas Rosemary Kennedy, em 2003. A premiação levou-a a se apresentar no Kennedy Center, em Washington DC, E.U.A., e lhe rendeu participações em festivais internacionaisna cidade de Módena, na Itália, em Córdoba, Argentina, por duas vezes, e mais um show na capital americana, em um congresso promovido pelo BID, Banco Interamericano de Desenvolvimento. Em sua bagagem internacional, Sara traz ainda 3 meses na Itália, cantando repertório de Vivald, no coro do Festival de Música Antiga de Magnano, em 2001.

Nos países por onde passou, Sara teve grandes participações em canais de TV, principalmente nas mídias Argentina e italiana, bem como inúmeras apresentações em programas da TV Brasil, na novela América, programa Fantástico e programa Ação, Rede Globo, e em outros canais de TV e rádios brasileiras.

Além de inúmeros shows também pelo Brasil, Sara cantou por 4 anos com a Orquestra Sinfônica da CSN, Companhia Siderúrgica Nacional. O repertório da orquestra passeava facilmente do erudito ao popular, proporcionando a Sara o desenvolvimento de sua plasticidade vocal e sua flexibilidade como intérprete. Neste trabalho Sara atuou tanto como corista quanto solista e dividiu o palco com Gilberto Gil e outros artistas consagrados.

Com experiência no samba, chorinho, bossa nova, mpb em geral, a compositora traz em sua obra influências de Tom Jobim, Caetano Veloso, Chico Buarque, Noel Rosa, música mineira, além da evidente tendência para a world music, cantando o amor, a beleza do dia-a-dia, a natureza e o positivismo em suas letras repletas de poesia. Mais recentemente mergulhou no universo da música infantil e tem sido grande sua produção para este público.

Seja como compositora ou como intérprete, Sara destaca-se pela criatividade, sensibilidade e pela capacidade de emocionar suas platéias. Em casa mesmo grava e monta os arranjos, instrumentais e vocais, de suas músicas e das de autores consagrados que escolhe interpretar, demonstrando grande facilidade em passear pelas tendências vocais que mais lhe agradam executar; observa-se em sua interpretação toques orientais, clássicos, newage, bem como a malandragem de um samba autêntico brasileiro. A diversidade de idiomas também é um ponto forte em seu repertório.

Sara estudou jornalismo, e com experiências ainda na dança, na literatura, nas artes visuais e no teatro, como atriz e como produtora de trilha sonora, tem vários projetos também fora da música. Ela é apresentadora e repórter do Telelibras, o telejornal mais acessível do Brasil, por atender a todos os públicos, sem exceção. O Telelibras é um projeto da ONG Vez da Voz e é veiculado em alguns canais de TV e portais na Internet. Por ter nascido com uma deficiência, desde a adolescência Sara integra grupos e movimentos que promovem a inclusão social de pessoas com deficiência, e dedica grande parte de seu tempo e sua arte a esta causa. Além de ministrar palestras em empresas, escolas e outros grupos, atua como artista e jornalista na Vez da Voz, que por meio de diversos projetos trabalha pela integração de pessoas com todo tipo de deficiência. Há alguns anos, Sara foi uma das protagonistas do Projeto Percepções, expedição de três meses, por 9 países da América do Sul, exibido semanalmente pelo programa Fantástico, rede Globo, de Novembro de 2005 a Fevereiro de 2006.

Projeto Percepções

O Projeto Percepções foi uma expedição que levou uma equipe de pessoas com e sem deficiência por 9 países da América do Sul. A viagem, de 3 meses, exibida semanalmente no programa Fantástico, rede Globo, objetivou conscientizar a sociedade para as questões da deficiência.

O grupo de 8 pessoas, divididas em 2 carros, utilizaram a aventura, esportes radicais, a arte e um bom trabalho em equipe como meios de mostrar à população brasileira as capacidades, potenciais, qualidades, superações de pessoas com deficiência, assim como provar que, com adaptações, uma boa acessibilidade e uma nova mentalidade, é possível promover a este segmento da sociedade uma plena integração e uma vida profissional, pessoal e social produtiva e digna.

José Luiz Pacheco, pessoa com deficiência física, Daniele Bernardes, com deficiência auditiva, e Sara Bentes, com deficiência visual, foram os protagonistas desta aventura, acompanhados por uma equipe técnica formada pela jornalista Caroline de Moraes, pelo cinegrafista Léo Clark, pelo guia Wiliams Correa, junto com um coordenador de equipe e um assistente.

Além do turismo de aventura, o grupo conscientizava as populações dos locais por onde passavam com palestras, visitas a instituições e uma grande mobilização da mídia dos países latino-americanos. Alcançando cada vez mais resultados positivos, o projeto, promovido pelo instituto Muito Especial e patrocinado pela Petrobrás, não se limitou a ser veiculado no horário nobre da Globo, e já virou livro, que reúne as melhores fotos, depoimentos, diário de bordo, entrevistas e até poemas de Sara, e documentário, com uma rica seleção de imagens e situações.


http://www.sarabentes.com/

 

Eu Apoio

Confira os Artistas e formadores de opnião que apóiam o movimento Volta Cultural

Saber +

 Volta Cultural TV

Aqui você conhece os nossos projetos pilotos para o programa Volta Cultural TV.

Saber +

Newsletter

Assine nossa newsletter receba as novidades do site em seu e-mail.



 
© 2010 Todos Direitos Reservados. Volta Cultural.   Política de Privacidade