30/06/16
1º Festival Internacional da Utopia, realizado em Maricá atraiu grande público com diversas atividades gratuitas
Evento teve apresentações culturais e participação de intelectuais nacionais e internacionais
________________________________________
   
  30/06/16
Natureza e história que encantam
São João Marcos inicia o Programa Educativo 2016; foco é na história da mais importante cidade do século XIX na região, então um dos maiores centros de produção de café do país e berço de brasileiros ilustres
________________________________________
   
 
A cidade do aço tem representante de peso no The Voice
Nossa mais recente estrela foi brilhar a pouca distância daqui. Mas de onde ela foi parar pode-se ter certeza de que seu nome já está sendo pronunciado em vários sotaques diferentes pelo mundo. Mais uma ‘’Globeleza’’ aterrissou na frente das câmeras ‘’Globais
________________________________________
   
  18/12/15
Um ano de muitas realizações
________________________________________
   
  18/12/15
As reinvenções de Rodrigo Hallvys
Ator/diretor comemora sucesso do Festival de Esquetes Estudantis de Vargens; seis textos foram encenados na terceira edição do evento, realizada no Pontal Country Club, na Zona Oeste do Rio de Janeiro
________________________________________
   
  18/12/15
Um convite à diversão musical
Representante da nova safra da música pernambucana, banda Casaprima, divulga seu segundo CD, conta tudo sobre o álbum e fala de intercâmbio com os artistas de Volta Redonda
________________________________________
   
  14/12/15
O amor em ritmo de reggae
Unidade Resistência divulga clipe do seu segundo CD; “Quando as crianças clamam a Babilônia cai” reúne sete faixas; depois de turnê de 14 meses pelo nordeste do Brasil, banda retornou a Volta Redonda, onde tudo começou
________________________________________
   
  14/12/15
Uma cara mais popular
Redes sociais dão o tom em “HashtagVR”, coletiva de Zaqueu Pedroza; pintura, gravura, fotografia, escultura, arte gráfica, poesia e instalações foram destaque no Espaço das Artes Zélia Arbex
________________________________________
   
  14/12/15
Criação de desenhos de humor
Pedro Dias ensina o básico sobre caricaturas, charges e tiras em quadrinhos no Sesc na Comunidade, em Barra Mansa; sucesso em 2015, meta é que o projeto se torne contínuo
________________________________________
   
  14/12/15
As bailarinas que estão na final do Prêmio OLHO VIVO
Além da cerimônia de gala, será realizado o Festival de Artes Integradas, reunindo todos os contemplados com os troféus; material produzido e enviado pelos finalistas de cada categoria é analisado pelo júri técnico
________________________________________

30/06/16
1º Festival Internacional da Utopia, realizado em Maricá atraiu grande público com diversas atividades gratuitas
Evento teve apresentações culturais e participação de intelectuais nacionais e internacionais


Cobertura Utópica

 

Com o objetivo de reunir pessoas que acreditam e lutam por um mundo melhor, foi realizado no município de Maricá, na região dos lagos do Rio de Janeiro, o  1º Festival Internacional da Utopia com enorme sucesso de público. O evento aconteceu entre os dias 22 e 26 de junho, com diversas atividades culturais, intervenções artísticas e debates. Tudo de graça, com direito a área de acampamento para duas mil pessoas. Militantes, trabalhadores, artistas e juventudes de 36 países, como Cuba, Vietnã, Índia, China e Venezuela, também marcaram presença. Outro ponto importante foram as atrações culturais. Grandes nomes como a sambista Beth Carvalho, Chico César, a banda Detonautas e o rapper Emicida participaram do evento. Entre as atrações internacionais, a ativista ambiental Vandana Shiva, o ator e ativista norte-americano Danny Glover e o escritor e ativista paquistanês Tariq Ali também compareceram. A idealização do festival foi fruto de uma parceria entre a Prefeitura de Maricá (RJ) e a coordenação nacional do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST). “As pessoas estão perdendo o horizonte utópico. A esquerda acabou se baseando no que é possível fazer. Queremos mostrar que o fundamental não é o possível, é buscar o impossível”, explicou o prefeito de Maricá, Washington Quaquá (PT). Segundo o prefeito, a ideia de realizar o festival surgiu ao perceber que era necessário unir as forças e mostrar novas alternativas para a esquerda brasileira. “Resolvemos fazer um festival para que pudéssemos compartilhar com o Brasil e o mundo as experiências transformadoras que fizemos em Maricá”, conta Quaquá. Entre as medidas sociais estabelecidas na cidade, estão a criação da Empresa Pública de Transportes (EPT), que oferece para a população transporte público gratuito, a inauguração do Hospital Municipal Dr. Ernesto Che Guevara e o lançamento da 1ª moeda social eletrônica do país, a “mumbuca”, para complementar a renda das famílias.

O Festival da Utopia promoveu espaços com várias temáticas. Entre eles a “Tenda dos Pensadores”, onde ícones da política e da cultura levantaram discussões importantes sobre a sociedade em que vivemos, assim como o Encontro Internacional de Teatro, o Encontro Juventude em Luta e a “Tenda da Diversidade”. Houve ainda a Feira da Reforma Agrária, com comercialização de produtos sem agrotóxicos, o Festival da Canção, com apresentações musicais, e a Feira Literária, organizada pela Frente Brasil Popular. 

Conferência de abertura do Festival

Durante a conferência de abertura do Festival da Utopia, a ativista cubana Aleida Guevara, comentou a aproximação entre os EUA e Cuba e a fragilidade e fragmentação da esquerda na América Latina “Do que vale uma esquerda se ela não é reconhecida pelo povo?”, questionou. Para ela, a esquerda deve basear suas ações nas demandas concretas do cotidiano das pessoas e deve aprender com as populações mais carentes e com os povos tradicionais. “Temos que ser mais firmes, coerentes e responsáveis. Temos que ganhar o respeito de quem nos escuta”. A pediatra, que é filha do guerrilheiro Che Guevara, disse acreditar que o grande erro das esquerdas da região é se dividir “em pedacinhos”. “Há uns 20 partidos que se dizem de esquerda, mas que não se unem pelos objetivos comuns. Se não juntarmos nossas forças, não venceremos nunca”, afirmou. Aleida ainda criticou a postura das forças progressistas que ocuparam o Estado. “Tomamos o poder e não mudamos as leis criadas pela burguesia. Assim, não conseguiremos fazer nenhuma transformação profunda”, criticou. 

DEBATE

Na Tenda dos Pensadores, diversas personalidades discutiram temas como meio ambiente, economia, cultura, relações humanas e estado. Figuras internacionais como Vandana Shiva (Índia), Tariq Ali (Paquistão), Angela Davis (EUA) e Leila Khaled (Palestina) participaram de debates com brasileiros como a parlamentar Jandira Feghali, o cantor Tico Santa Cruz, o ex-senador Eduardo Suplicy e um dos criadores da rede de coletivos Fora do Eixo, Pablo Capilé. Outras discussões aconteceram também no Encontro Internacional da Juventude em Luta e na Tenda da Diversidade.

MÚSICA

O que não faltou foi apresentação musical de graça. No Festival Latino-americano da Canção, Victor Jara, o grupo Racionais, o cantor Chico César, a sambista Beth Carvalho, o rapper Emicida e a banda Detonautas agitaram o público. Artistas internacionais vindos de países como Cuba, Venezuela e Nicarágua também mostraram seus trabalhos.

LITERATURA

Na Feira Literária Paulo Freire, mais de 30 editoras expuseram diversos livros a preços populares. As crianças da cidade de Maricá foram privilegiadas com direito a um vale livro de incentivo à leitura.

TEATRO

Companhias de teatro nacionais e internacionais, vindas de localidades como Uruguai e Argentina, fizeram apresentações gratuitas todos os dias. Essa programação fez parte do Encontro Internacional de Teatro Augusto Boal, que também trouxe debates com convidados da França, Índia, Colômbia e Palestina.

FEIRA ORGÂNICA

A comercialização de produtos da agricultura camponesa também teve seu lugar no Festival da Utopia. Na Feira da Reforma Agrária e Economia Solidária Professor Paulo Kageyama, agricultores puderam vender seus produtos sem agrotóxicos diretamente para os consumidores. Além disso, houve debates sobre comércio ético, justo e solidário, moedas sociais, desenvolvimento sustentável e microcrédito.

ACAMPAMENTO
O acampamento do Festival da Utopia recebeu aproximadamente 2 mil pessoas e foi montado numa zona autônoma temporária instalada na beira da praia, com estrutura de banheiros, segurança e limpeza. Todo mundo pôde acampar, desde que se cadastrasse no site festivaldautopia.com/acampamento e trouxesse sua barraca, e o melhor, as três refeições (café da manhã, almoço e janta) ficaram por conta da organização.

 

Com o objetivo de reunir pessoas que acreditam e lutam por um mundo melhor, foi realizado no município de Maricá, na região dos lagos do Rio de Janeiro, o  1º Festival Internacional da Utopia com enorme sucesso de público. O evento aconteceu entre os dias 22 e 26 de junho, com diversas atividades culturais, intervenções artísticas e debates. Tudo de graça, com direito a área de acampamento para duas mil pessoas. Militantes, trabalhadores, artistas e juventudes de 36 países, como Cuba, Vietnã, Índia, China e Venezuela, também marcaram presença. Outro ponto importante foram as atrações culturais. Grandes nomes como a sambista Beth Carvalho, Chico César, a banda Detonautas e o rapper Emicida participaram do evento. Entre as atrações internacionais, a ativista ambiental Vandana Shiva, o ator e ativista norte-americano Danny Glover e o escritor e ativista paquistanês Tariq Ali também compareceram. A idealização do festival foi fruto de uma parceria entre a Prefeitura de Maricá (RJ) e a coordenação nacional do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST). “As pessoas estão perdendo o horizonte utópico. A esquerda acabou se baseando no que é possível fazer. Queremos mostrar que o fundamental não é o possível, é buscar o impossível”, explicou o prefeito de Maricá, Washington Quaquá (PT). Segundo o prefeito, a ideia de realizar o festival surgiu ao perceber que era necessário unir as forças e mostrar novas alternativas para a esquerda brasileira. “Resolvemos fazer um festival para que pudéssemos compartilhar com o Brasil e o mundo as experiências transformadoras que fizemos em Maricá”, conta Quaquá. Entre as medidas sociais estabelecidas na cidade, estão a criação da Empresa Pública de Transportes (EPT), que oferece para a população transporte público gratuito, a inauguração do Hospital Municipal Dr. Ernesto Che Guevara e o lançamento da 1ª moeda social eletrônica do país, a “mumbuca”, para complementar a renda das famílias.
O Festival da Utopia promoveu espaços com várias temáticas. Entre eles a “Tenda dos Pensadores”, onde ícones da política e da cultura levantaram discussões importantes sobre a sociedade em que vivemos, assim como o Encontro Internacional de Teatro, o Encontro Juventude em Luta e a “Tenda da Diversidade”. Houve ainda a Feira da Reforma Agrária, com comercialização de produtos sem agrotóxicos, o Festival da Canção, com apresentações musicais, e a Feira Literária, organizada pela Frente Brasil Popular. 
Conferência de abertura do Festival
Durante a conferência de abertura do Festival da Utopia, a ativista cubana Aleida Guevara, comentou a aproximação entre os EUA e Cuba e a fragilidade e fragmentação da esquerda na América Latina “Do que vale uma esquerda se ela não é reconhecida pelo povo?”, questionou. Para ela, a esquerda deve basear suas ações nas demandas concretas do cotidiano das pessoas e deve aprender com as populações mais carentes e com os povos tradicionais. “Temos que ser mais firmes, coerentes e responsáveis. Temos que ganhar o respeito de quem nos escuta”. A pediatra, que é filha do guerrilheiro Che Guevara, disse acreditar que o grande erro das esquerdas da região é se dividir “em pedacinhos”. “Há uns 20 partidos que se dizem de esquerda, mas que não se unem pelos objetivos comuns. Se não juntarmos nossas forças, não venceremos nunca”, afirmou. Aleida ainda criticou a postura das forças progressistas que ocuparam o Estado. “Tomamos o poder e não mudamos as leis criadas pela burguesia. Assim, não conseguiremos fazer nenhuma transformação profunda”,aa

 


Font: 
Cláudio Alcântara

 

Eu Apoio

Confira os Artistas e formadores de opnião que apóiam o movimento Volta Cultural

Saber +

 Volta Cultural TV

Aqui você conhece os nossos projetos pilotos para o programa Volta Cultural TV.

Saber +

Newsletter

Assine nossa newsletter receba as novidades do site em seu e-mail.



 
© 2010 Todos Direitos Reservados. Volta Cultural.   Política de Privacidade